A Maré Verde é transnacional, será lei!

A Maré Verde é transnacional, será lei!

Nota de apoio às feministas argentinas e sua luta pela legalização do aborto, que será votado no senado esse dia 29 de dezembro de 2020.

Feministas Transfronteiriças 29 dez 2020, 14:27

As feministas transfronteiriças, como parte de um espaço de articulação de coletivos/organizações/movimentos feministas transfeministas e antipatriarcais que tem como objetivo fundamental expandir a potência feminista a nível global para construir práticas políticas que miram derrubar a organização patriarcal, capitalista e racista da sociedade, queremos declarar nosso alerta transfronteiriço esse 29 de dezembro: dia no qual o aborto legal, seguro e gratuito se converterá em lei na Argentina!

Cremos fortemente na continuidade e convergência de cada luta que se rebela contra a violência patriarcal, transfóbica, racista, capitalista e ambiental, e que valoriza a heterogeneidade de lutas como parte integrante do movimento feminista global. Reconhecemos que a Campanha Nacional pelo Direito ao Aborto Legal, Seguro e Gratuito e a maré verde significam a convergência de lutas de um povo feminista que está a dias de conquista o direito à interrupção voluntário da gravidez.
Argentina vai se converter no país com maior população da região no qual o aborto é legal, seguro e gratuito. Sabemos que historicamente a luta feminista tem sido transnacional e a conquista desse direito tem a perspectiva de abrir janela de oportunidade em toda América Latina e Caribe e seguir ampliando transformações mais adiante.


Sabemos que lutar pelo aborto legal, seguro e gratuito não se finaliza com a aprovação de uma lei. Fazemos presentes a batalhas diárias das polonesas, italianas, uruguaias e de mulheres de outros territórios contra os obstáculos da objeção de consciência e de outras dificuldades no acesso ao direito. Temos clareza de que os setores antidireitos com seus fundamentalismos religiosos são uma ameaça que está a espreita para impedir que tenhamos soberania em nossos corpos territórios.

Por tudo isso nos chamamos transfronteiriçamente a construir ações em nossos territórios nesse 29 de dezembro, em lugares significativos para nossas lutas, ou em frente às embaixadas argentinas em cada país, em ativa solidariedade com nossas irmãs argentinas.


Cada luta feminista é nossa luta. A luta por direitos se estende em todos os territórios políticos legislativos, jurídicos, de comunicação e se ganham nas ruas. A MARÉ VERDE É TRANSNACIONAL! SERÁ LEI!


Pelo fim da violência de gênero no Paraná!

Exigências à prefeitura de Toledo no combate à violência contra a mulher.

Assine a petição

Parceiros

Entre em contato!

Política de privacidade

Mensagem enviada com sucesso!