Seja Juntas!
Ato em São Paulo.

Seja Juntas!

O Juntas! é um coletivo feminista anticapitalista e antirracista que atua no movimento feminista participando de atos e manifestações pelos direitos das mulheres. Nosso coletivo também promove debates e espaços de auto-organização das mulheres em escolas, universidades, espaços de trabalho e bairros. Organizamos clubes de leitura feministas pelo Brasil, intervenções urbanas e artísticas pelas cidades do país e, através da nossa equipe de comunicação ativista, ocupamos as redes sociais com conteúdo feminista no Instagram, Facebook e YouTube. Além disso, temos companheiras, como Sâmia Bomfim, Fernanda Melchionna e Monica Seixas, que levam nossa voz para o parlamento disputando uma nova maneira de fazer política, com as mulheres na linha de frente. Vem com a gente construir um mundo mais feminista!

Calendário de Julho

02/07 – Violência Doméstica na Quarentena: Live com Débora Diniz e Sâmia Bonfim no facebook

Rio de Janeiro
04/07 – Lendo Juntas RJ: O feminismo é para todo mundo – Bell Hooks

São Paulo
06/07 – Lendo Juntas SP: Feminismo para os 99%

Minas Gerais
09/07 – Live da campanha #NósEstamosJuntas

Belém
03/07 – Colaço de cartazes da campanha #NósEstamosJuntas
04/07 – Lendo Juntas Belém: Feminismo e Amazônia – Violência contra mulheres em grande projetos na Amazônia

Marabá
02/07 – Lendo Juntas: Quem tem medo do feminismo negro?

Santarém
08/07 – Live da campanha #NósEstamosJuntas
12/07 – Lendo Juntas Santarém (+AM; +AC): Feminismo para os 99%

Amazônia
12/07 – Lendo Juntas AM (+AC; +Santarém): Feminismo para os 99%

Acre
12/07 – Lendo Juntas AC (+AM; +Santarém): Feminismo para os 99%

Curitiba
03/07 – Colaço de cartazes da campanha #NósEstamosJuntas

Juntas! nos estados

Entre em contato!

Política de privacidade

Mensagem enviada com sucesso!

Parceiros

#NósEstamosJuntas

A campanha #NósEstamosJuntas se propõe a fortalecer mulheres, criando redes de solidariedade, apoio e amparo para romper com os ciclos da violência que muitas de nós nos encontramos, em especial no período da quarentena.

Assine o manifesto