Juntas! participa da Assembleia Feminista Transfronteiriza

Juntas! participa da Assembleia Feminista Transfronteiriza

Relato de uma construção internacional feminista.

Alice Maciel e Aneska Souza 3 mar 2021, 17:04

No dia 07 fevereiro o Coletivo Juntas! participou da 1ª Assembleia Feminista Transfonteriza. Realizado online, o encontro reuniu centenas de mulheres do mundo todo. O coletivo Transfronteirizas foi fundado em 2020 reunindo mulheres especialmente da América Latina e da Europa.

A assembleia representa um marco para nós feministas que nos últimos anos nos colocamos como vanguarda de mobilizações no Brasil e ao redor do globo. Do Ele Não à Marcha de Mulheres contra Trump, as primaveras feministas são um fato e ajudaram a colocar o movimento como barreira ao avanço da extrema direita em diferentes lugares. Por isso, nossa articulação internacional se faz tão importante, para em momentos de crise como a marcada pela pandemia possamos também nos organizar, entendendo a conjuntura global e criando um programa de superação.

Em um primeiro momento do encontro foi realizada uma abertura sobre as lutas gerais feministas, a pandemia e a construção do 8 de março que se aproxima. O Covid-19 impactou a vida de todos, principalmente de nós mulheres, aumentando a violência doméstica e a crise econômica. É nesse cenário que se discute a realização do 8 de março, sobre o qual existe um consenso de que com todas as mudanças, deve ser realizado como um marco de reoxigenação de nossas lutas, entendendo também que nos últimos anos essa data tem dado início a um calendário de mobilizações, merecendo especial atenção a Greve Internacional de Mulheres já realizada.

No segundo ponto, a assembleia foi dividida em grupos de discussão com 100 mulheres cada. Neste momento pudemos conversar sobre a conjuntura de diversos países como Itália, França, Etiópia, Chile, Argentina entre tantos outros. Se o capitalismo e o patriarcado são internacionais, nossa resistência também deve ser e para isso é necessário entender a realidade de mulheres em diferentes partes do globo, suas conexões e criar laços de solidariedade. Assim, também apresentamos o coletivo Juntas! e a resistência de um Brasil que é maior que Bolsonaro.

O encontro teve como mote “a greve vive nas lutas” e finalizamos com a certeza de que a luta das mulheres se consolida ainda mais. Vamos em defesa de nossas vidas e por outro futuro.


Inscrições para Reunião aberta “A luta contra a privatização dos presídios brasileiros”

Participe da reunião aberta do Juntas! sobre "A luta contra a privatização dos presídios brasileiros" no dia 13 de dezembro às 19h

Inscreva-se!

Parceiros

Entre em contato!

Política de privacidade

Mensagem enviada com sucesso!