Dia 04/12: Mulheres nas ruas contra Bolsonaro
WhatsApp Image 2021-11-20 at 14.46.12

Dia 04/12: Mulheres nas ruas contra Bolsonaro

Juntas! Por Fora Bolsonaro! Impeachment Já! #EleNão

Depois de 3 anos de Bolsonaro no poder, a situação da população brasileira e em especial das mulheres é de extrema precariedade. A fome alcança milhões de brasileiros, com um crescente desemprego e inflação, principalmente em itens básicos. As mulheres, maior parte das chefes de família de nosso país, são as mais afetadas. A catastrófica gestão da pandemia e da economia fez com que Bolsonaro perdesse a maioria social que levou a sua eleição, se utilizando de acordos escancarados com o centrão para se manter no poder. No entanto, não podemos ainda decretar a morte de Bolsonaro. Há uma parcela importante da população que cada vez mais se consolida através de um programa de extrema direita, com o fortalecimento das milícias e da entrada do Bolsonarismo nas polícias e forças armadas. Além disso, com a aprovação do Auxílio Brasil, é possível que uma parte relevante da população, a dos que mais têm sofrido com esse governo, se aproxime de Bolsonaro. 

Aliada a essa situação, há uma grande dificuldade do movimento de massas em responder nas ruas e construir um programa alternativo, em grande medida pela atuação de setores que acreditam na eleição de Lula como a única solução para a situação na qual nos encontramos. Como exemplo disso, os atos do dia 15 de novembro foram desmobilizados com a narrativa de fortalecimento do dia 20 – dia nacional da consciência negra, quando o movimento negro tradicionalmente se organiza para ir às ruas. Depois de um levante internacional da negritude, o movimento negro assumiu no Brasil um papel importante na disputa contra o bolsonarismo. Porém não houve esforço real da campanha Fora Bolsonaro para fortalecer a data como dia nacional de luta. Apesar de muitas cidades terem organizado atos importantes, foram muito aquém do que é necessário para enfrentar Bolsonaro.

Nesse cenário, se incorporou ao calendário da campanha Fora Bolsonaro o dia 04 de dezembro, como dia de luta do movimento de mulheres. O chamado  nacional do ato “Bolsonaro Nunca Mais” é insuficiente, pois não aponta para a necessidade imediata de derrota do presidente, podendo soar mais como um indicativo de que será derrotado em 2022 nas urnas. No entanto, é extremamente importante que sigamos em um calendário de confrontação ao governo nas ruas e trazer a memória do Ele Não, primeiro movimento de luta contra Bolsonaro. Depois do movimento contra o veto do presidente à distribuição de absorventes para mulheres em situação de vulnerabilidade, houve um respiro de luta do movimento feminista, mas é importante que mais setores sejam buscados para fortalecer a construção do dia 04 como dia de unidade. Devemos construir atos com caráter dinâmico de luta e radicalidade e não apenas com o intuito de fortalecer uma dinâmica pré-campanha.

Nesse sentido, todas as regionais do Juntas! devem participar da construção do dia 04, se articulando com o movimento de juventude, sindical, popular e de luta pela terra, e  levando para as ruas nosso chamado pelo impeachment imediato de Bolsonaro. Devemos levar nossas faixas e pirulitos, fazendo também nas ruas a disputa de um programa alternativo, feminista, anticapitalista e antirracista.

Juntas pelo Fora Bolsonaro!

Impeachment Já! #EleNão


Absorventes ficam, Bolsonaro sai!

Pela derrubada do veto à distribuição gratuita de absorventes

Assine a petição

Parceiros

Entre em contato!

Política de privacidade

Mensagem enviada com sucesso!